TÁBUA PITAGOR’EU

            É possível e desejável que desde muito cedo os alunos comecem a construir a tabuada da multiplicação.

            Mesmo que só saibam contar/escrever até 9. É também possível e desejável que os alunos progridam na construção da tabuada por etapas, reconstituindo sempre as etapas já cumpridas e sempre em impressos iguais, para manterem referenciais possíveis de cada uma.

            Para o efeito foi criado um impresso baseado na Tábua de Pitágoras, complementado pela concretização de elementos para contagem, espaços para escrita dos nºs, e marcação de etapas a serem cumpridas à medida que os alunos progridem – e criada por  “eu” - por isso Pitagor’eu.

            É também possível e desejável que desde o princípio, mesmo que só saibam contar e escrever nºs até 9, façam as tabuadas do 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 8; 9.

            Pretende-se que se saiba primeiro o que é 3 x 5 do que quanto dá (por exemplo).

            Apresentamos a seguir o modelo de  impresso Pitagor’eu com anotações.

            Repare-se como o aluno, ao preencher o impresso, seja em nível for, terá de conviver constantemente com as contagens, com as adições, com os agrupamentos e ao fim e ao cabo com a essência da  tabuada, sempre concretizada e à sua frente.

 

 

voltar ao índice